Crédito de carbono: o que é?

Crédito de carbono: o que é?

sexta-feira, julho 22, 2022

Crédito de carbono é um conceito que surgiu em 1997 a partir do Protocolo de Kyoto que tem como objetivo a diminuição de gases do efeito estufa, responsáveis por diversos problemas ambientais ligados às mudanças climáticas, como o aquecimento global. 

Como funciona o crédito de carbono

Os créditos de carbono são um sistema de flexibilização que auxilia países e empresas a alcançar suas metas de redução da emissão de gases poluentes. Os créditos de carbono são considerados a moeda no mercado de carbono e os créditos representam a não emissão de carbono.

O crédito acontece a partir de cada tonelada do gás do efeito estufa não emitido, quando um país, por exemplo, faz a redução dessa tonelada, ele recebe um certificado gerado pelo Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL). Esse certificado representa o recebimento dos créditos disponíveis para serem comercializados com outros países ou empresas que não conseguiram alcançar suas metas.

Segundo a empresa Sustainanble Carbon, a geração do crédito de Carbono é feita quando países ou empresas se esforçam em ações e projetos que têm a sustentabilidade como foco, impactando na redução das emissões de carbono e evitando o aumento do efeito estufa.  

Algumas das ações que podem ser trabalhadas, são a conscientização  do consumo, redução do desmatamento, redução e uso consciente de fontes de energias e recursos naturais, alternativas ao atual sistema de transporte (à combustão), considerado o maior poluidor do mundo, entre outros. 

Mercado do crédito de carbono

Atualmente o mercado de carbono existe no mundo todo e é regulamentado conforme cada país, no Brasil, por exemplo, o mercado é regulamentado pelo Decreto nº 11.075, de 19 de maio de 2022

A comercialização dos créditos é possível a partir de três modos: unilateral, bilateral ou multilateral. 

Unilateral

O modo unilateral se refere ao desenvolvimento de um projeto específico que acontece em território nacional por parte de um país em desenvolvimento. O projeto visa auxiliar o país a reduzir as emissões de dióxido de carbono e a cada tonelada reduzida, é emitido o certificado conforme explicado anteriormente e a partir daí o crédito pode ser comercializado no mercado mundial de carbono. Neste formato, o valor do crédito é estipulado pelo país detentor dos créditos gerados pelo projeto em seu território. 

Bilateral

O modo bilateral se refere a ações e projetos desenvolvidos por um país desenvolvido e implementados em um país em desenvolvimento, chamado assim de país hospedeiro.  

Os gases poluentes ou dióxido de carbono não emitido por meio do projeto, gera créditos ao país que implementou as ações. Neste formato, os valores de comercialização são decididos pelo país que implementou o projeto no país hospedeiro. 

Multilateral

Já o sistema multilateral se refere aos projetos financiados por fundos e créditos internacionais. Neste formato, os valores de comercialização dos créditos de carbono são definidos pelo investidor.

O mercado de carbono movimenta milhões durante o ano. Um exemplo disso citado pela Point Carbon, responsável pela divulgação das informações desse segmento, segundo eles, só em 2007 o mercado de carbono movimentou cerca de 40 bilhões de euros.

Existem ainda algumas bolsas de crédito ao redor do mundo como a do Brasil, chamada Bolsa de Mercadorias do Futuro. Na América do Norte também existe Chicago Climate Exchange e na Europa a European Union Emissions Trading Scheme.

Mobilidades elétricas geram crédito de carbono

Não é segredo que as mobilidades elétricas são o futuro e a salvação do planeta. Atualmente os carros são os maiores poluidores do mundo, responsáveis por XXX das emissões de gases poluentes e ogás do efeito estufa, o CO2. 

As mobilidades elétricas vem ganhando cada vez mais espaço, principalmente dentro das empresas pela necessidade de fazerem parte do movimento sustentável e ESG. Empresas que atuam em ações de sustentabilidade são melhor vistas por clientes e pelo mercado em geral.

Apesar dos benefícios das mobilidades elétricas, este é um modelo que acaba sendo inviável devido ao alto custo, problema este que a E-Moving resolveu com a assinatura corporativa de mobilidades elétricas. 

Aluguel de bicicleta elétrica e aluguel de moto elétrica

São modelos de assinatura adaptados a necessidade de cada empresa, podendo ser aluguel de bicicleta elétrica ou aluguel de moto elétrica. Estes são modais 100% sustentáveis e zero emissões de carbono já que são movidos a energia elétrica. O sistema de assinatura também é interessante para reaproveitamento do equipamento que sempre se mantém em bom estado com todas as manutenções em dia. 

Além de todos esses benefícios, as manutenções preventivas, tanto da moto elétrica, como da bicicleta elétrica estão inclusas no valor mensal. 

As mobilidades elétricas são uma ótima oportunidade para empresas se aprofundarem no mercado de carbono e gerarem créditos a partir do quanto de CO2 não foi emitido ao trocar o atual modelo de transporte por um elétrico. 

O aluguel de moto elétrica ou aluguel de bicicleta elétrica podem ser utilizados para segurança, serviços de entrega e delivery de todos os segmentos, também pode ser oferecido para o time de colaboradores utilizarem de forma individual ou compartilhada para atividades internas ou externas. 

Conheça a E-Moving!

Atualmente existe para as empresas uma grande preocupação nas responsabilidades sustentáveis da corporação. As práticas ecológicas e sustentáveis em uma empresa podem ser despertadas por diferentes frentes, como visão positiva do cliente e investidores, equiparação com a concorrência, preocupação e senso de responsabilidade ambiental e com o entorno, entre outros.

Independente do motivo, é fato: empresas que possuem práticas sustentáveis são mais bem vistas e saem na frente das demais. 

Com uma mobilidade elétrica a empresa terá o ambiental e o social, contribuindo para a redução do aquecimento global e emissões de carbono, diminuição da poluição do ar e da água, diminuição do desmatamento, relacionamento com o entorno, satisfação do cliente, engajamento e segurança de colaboradores e muitos outros.

Implementar uma mobilidade elétrica na sua empresa pode ser o ponto chave para o reconhecimento de sua marca e a E-Moving oferece ESG através de mobilidade elétrica sustentável. 

Com sete anos no mercado de mobilidade elétrica a E-Moving vem inovando e transformando a forma de se locomover. Indique para sua empresa e conheça mais sobre os planos de assinatura da E-Moving no site: https://e-moving.com.br/.

Seja sustentável com a E-Moving. Vamos juntos transformar a mobilidade urbana!

O que você achou dessa publicação?

0 / 5. 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.