A e-bike ganhou toda a Europa. Entenda esse movimento e veja como ele está atravessando o oceano!

O crescimento das vendas das e-bikes na Europa, principalmente na Holanda e Alemanha está sendo acompanhado em todos os mercados europeus.

Especialmente nos mercados mais importantes da Europa Ocidental para as bicicletas, que mostra o avanço dessa modalidade.

Depois que a França mostrou notável crescimento das vendas de e-bikes em 2017, o mesmo vem acontecendo com Itália e Reino Unido.

Com isso, as e-bikes estão se tornando uma tendência real em toda a Europa.

A associação industrial italiana, ANCMA, apresentou suas estatísticas de mercado enquanto a Bike Europe estudou as vendas em todo o Reino Unido.

O resultado é que, em ambos os países houve um forte crescimento na venda de e-bikes nos últimos anos – número que continua a crescer.

O aumento ainda não é tão grande como na França, onde as vendas, estimuladas por um subsídio governamental sobre o preço de compra de uma bicicleta registram um aumento de 90% em vendas.

Mas, ainda assim, os mercados das e-bikes em países como Itália e Reino Unido obtiveram números de crescimento de 2 dígitos.

Vejamos mais de perto:

 

O mercado das e-bikes na Itália

De acordo com a associação da indústria de bicicletas no país, a ANCMA, cerca de 148 mil e-bikes foram vendidas na Itália apenas em 2017.

Esse número representa um aumento de 19% no total de vendas, ao compararmos esse número com 2016.

Como na Alemanha e na Áustria, onde os relatórios sobre vendas anteriores a 2017 indicaram que as e-bikes são um sucesso absoluto de vendas, na Itália, as bicicletas elétricas também são, indiscutivelmente, líderes de mercado.

E os números de 2018 são animadores. Afinal, a grande versatilidade das bicicletas elétricas, vem a calhar com um público que, cada vez mais, adota a bicicleta como meio de transporte para trabalho e lazer.

Isso mostra que os diversos modelos disponíveis no país, tanto os “off-road”, quanto as “mountain bikes”, tem boa aceitação, procura e crescimento nas vendas.

As e-bikes no Reino Unido

Quanto ao Reino Unido, nos últimos anos, o que tem brilhado por lá certamente são as e-bikes.

Até 2016, as importações de bicicletas elétricas poderiam ser confundidas com as bicicletas tradicionais, uma vez que não havia distinção disso para o governo britânico.

Em 2017 as coisas mudaram e um código específico para a importação de e-bikes foi incorporado e os números são impressionantes.

Isso mostra que as bicicletas elétricas não são apenas as queridinhas de alguns países, mas uma tendência real e verdadeira no modo de viver dos europeus.

O crescimento do mercado de e-bikes na Europa

Os números estão mostrando um avanço na adoção das e-bikes pelos países da Europa.

Com um crescimento próximo dos 20% a 25%, a Europa vive hoje, um dos melhores cenários do mercado para a indústria de bicicletas elétricas.

Isso é importante, uma vez que, não devemos olhar para as bicicletas elétricas apenas como uma tendência tecnológica, mas sim como um meio de transporte limpo e econômico.

Mesmo diante de incentivos governamentais, promover o uso e adoção das bicicletas elétricas é uma tarefa importante e consciente no cenário mundial, que a Europa segue liderando de forma orgânica.

 

Por que a Europa está amando as e-bikes?

Um benefício da bicicleta elétrica é que elas ajudam a evitar o trânsito, e assim, a se locomover mais rápido.

Além de ser importante nesse sentido, ajuda as pessoas a fazerem menos esforço ao pedalar, suando menos.

Esse é um grande incentivo na pedalada.

Com dezenas de milhões de bicicletas elétricas na China, as vendas das e-bikes estão aumentando na Europa a um ritmo vertiginoso.

Há 250 mil bicicletas elétricas na Suíça, de acordo com a Federação Europeia de Ciclistas e, podemos ver a Alemanha, Holanda, Itália e Reino Unido puxando esses números para cima.

Os benefícios da e-bike está chegando em terras brasileiras

Hoje nós falamos sobre os motivos porque as bicicletas elétricas fazem sucesso em regiões como a Europa, tendo 2 principais benefícios:

  1. A mobilidade e a capacidade de fugir do trânsito;
  2. A praticidade de pedalar sem se desgastar fisicamente e não chegar suado, descabelado e mau vestido para encontros de negócios.

Ao ganhar um motor elétrico, as bicicletas acabaram com a principal objeção de muitos potenciais ciclistas: “não posso chegar suado ao trabalho”.

Essa solução simples possibilitou que as pessoas utilizem a bicicleta para fugir do trânsito sem que isso atrapalhe o convívio profissional.

Mas, não são apenas os europeus que usufruem dessas vantagens.

A bicicleta elétrica já pode ser encontrada e você já pode usufruir dessas vantagens no seu dia-a-dia.

Que tal experimentar alugar ainda hoje sua bicicleta elétrica? Você vai ver como uma e-bike pode fazer sua vida mais fácil.

COMPARTILHAR: