O uso de bikes pelo mundo!
Geral

O uso de bikes pelo mundo!

As bicicletas são o transporte do futuro. É estranho dizer isso, não é? Logo elas que nasceram há mais de um século e vieram para revolucionar a maneira das pessoas se locomoverem. Mais sustentáveis, econômicas e práticas, elas são um modal essencial para a nossa saúde e de nossas cidades. Os modelos elétricos também já fazem parte da rotina das pessoas e auxiliam para quem quer uma pedalada mais tranquila. Os benefícios da bicicletas são inúmeros! Veja os países onde as pessoas se conscientizaram desses benefícios e trocaram o carro por elas:

1. Holanda

Com uma população de quase 17 milhões de habitantes, a Holanda é líder desse Rank, sendo considerada o país do ciclista. De 10 pessoas, 9 utilizam a bicicleta como meio de transporte, seja para o trabalho ou para o lazer.  A cidade de Amsterdã conta com muitas ciclovias, bicicletas públicas que estão sempre disponíveis para locação, sinais de trânsito e corredores nas vias públicas que são destinados somente para as bikes. Cerca de 40% dos deslocamentos da cidade são feitos de bicicleta, o que faz com que você tenha ainda mais vontade de pedalar pelas ruas holandesas.

2. Dinamarca

A população da Dinamarca está em torno de 6 milhões e quase 70% da população utiliza a bicicleta diariamente.  Copenhage é considerada uma das melhores cidades do mundo para viver, a capital da Dinamarca também é referência no incentivo ao ciclismo. Cerca de 32% das pessoas vão de bicicleta para o trabalho. Há muitas ciclovias por lá. E todas bem extensas. Em alguns casos, são separadas das pistas principais e contam com sinalização própria.

3. Alemanha

A Alemanha tem aproximadamente 82 milhões de habitantes, sendo que 8 entre 10 milhões utilizam a bicicleta em sua rotina diária. A cidade alemã mais conhecida pela popularidade da bicicleta como meio de transporte é Muenster. Lá, cerca de 100 mil pessoas pedalam para ir e vir, e a população de 500 mil pessoas abriga cerca de 1 milhão de bicicletas. Na capital alemã da bike, há 3 grandes estacionamentos de biciclet, sendo 3.500 vagas em só um deles.

4. Suécia

São quase 10 milhões de habitantes na Suécia, e cerca de 6 milhões de bicicletas utilizadas no país. A cidade de Gothenburg, resolveu distribuir bicicletas para pessoas que mostram o interesse de deixar o carro em casa. O programa funciona assim: você promete que vai se esforçar para utilizar a bike pelo menos três vezes na semana e o governo te empresta a magrela por seis meses, para que a população consiga testar o transporte antes de investir nele — e, cá entre nós, é difícil testar e não adorar!

5. Noruega

A Noruega tem mais de 5 milhões de habitantes, e curiosamente, 3 milhões de pessoas que circulam de bicicleta pelas cidades, seja para lazer ou como meio de locomoção. Desde fevereiro, a capital, Oslo, oferece uma ajuda de custo de 1.200 euros para que seus moradores comprem uma bike elétrica.

6. Finlândia

Aproximadamente 6 a cada 10 pessoas utilizam bicicleta como um meio de transporte ou de lazer, deixando o carro somente para casos em que há realmente a necessidade de utilizá-los. Na cidade de Oulu, nos anos 80, as primeiras ciclovias começaram a aparecer e hoje em dia a cidade conta com mais de 800km de ruas exclusivamente para bicicletas e pedestres. É possível ir para qualquer lugar da cidade pedalando, seja verão, seja inverno. Tenha neve ou tenha chuva, as vias sempre estão bem cuidadas e preparadas para receber os ciclistas.

7. Japão

Segundo dados coletados, cerca de 56.9% da população é considerada ciclista ativo. São aproximadamente 6 bicicletas para cada 10 habitantes no país, sendo um importante meio de transporte para os cidadãos.

8. Suíça

A Suíça tem cerca de 7 milhões de habitantes, sendo cerca de 4 milhões de bicicletas no país, ou seja, mais de 50% da população sueca possui bicicleta.As bicicletas são amplamente utilizadas como meio de transporte por toda a população suíça. Em 2017, cerca de 330 mil bicicletas foram vendidas, 4,2% a mais que no ano anterior. Quase 90 mil dessas eram e-bikes (bicicletas parcialmente movidas a bateria, ou como se diz, com pedal assistido), uma categoria em pleno crescimento, que bateu um novo recorde com crescimento de 16,3%.

9. Bélgica

A Bélgica tem 48% de ciclistas, algo em torno de 5 em cada 10 habitantes utilizam da bicicleta como um meio de transporte ou como esporte.

10. China

Estima-se que a China tenha mais de meio bilhão de bicicletas, sendo assim, cerca de 37,2 da população total possui bicicleta. A preferência por esse meio de locomoção é de 3 em cada 10 habitantes.

E na América do Sul? 

Na América do Sul, andar de bicicleta não é tão incentivado como é na Europa, mas um bom exemplo do continente é a cidade de Bogotá, na Colômbia. O município já conta com uma vantagem muito interessante, só 13% da população tem carro. Dessa forma, a bicicleta se torna uma necessidade para os moradores. Uma vez por semana, mais de 70 km das vias públicas são fechadas para circulação de automóveis, permitindo assim que ciclistas possam transitar com maior segurança pelas ruas. Se procura um destino mais perto, é uma ótima dica.

Por último, uma cidade brasileira. Considerada uma referência nacional em infraestrutura, a cidade de Curitiba, no Paraná, estimula o uso de bicicletas há mais de 40 anos. A presença de ciclovias é grande. Lá também existe uma comunidade ativista pró-bicicleta que luta para promover o seu uso, como alternativa ao trânsito cada vez mais congestionado.

Artigos Relacionados