Projeto Draft
Mídia

Projeto Draft

O Projeto Draft conversou com o Gabriel Arcon, CEO e co-founder da E-Moving.

“Em 2014, o administrador Gabriel Arcon, 35, trabalhava em uma empresa do ramo imobiliário e estava cansado de passar uma hora no trânsito para ir de carro até o escritório, no Jardim América, zona oeste de São Paulo. Era uma distância curta de sua casa até o local: cerca de cinco quilômetros, que não justificavam tanto estresse no congestionamento. Sua primeira decisão para mudar o desgaste no trajeto foi trocar o automóvel por uma bicicleta comum. Passou a gastar, então, 25 minutos e poupar 750 reais com combustível e estacionamento. Mas arranjou outro problema, pois chegava no trabalho com a roupa empapada de suor. ‘Nos primeiros dias, eu levava uma troca na mochila, mas com o tempo pensei que deveria ter uma solução mais inteligente’, conta. E tinha. Mal sabia ele que adotar uma bike elétrica seria a semente para a construção da E-Moving, primeiro sistema de aluguel e venda deste tipo de bike no país.

Ele conta que, quando fez um test-drive em um modelo motorizado foi ‘amor à primeira pedalada’. Além de reduzir um pouco mais o tempo de percurso, que passou a ser de 20 minutos, chegava sequinho no trabalho, mesmo quando ia de terno. Os colegas de equipe se interessaram pela alternativa, no entanto, o alto investimento no veículo, que hoje está na faixa de 4.600 reais, se mostrava um impeditivo para a maioria. Foi aí que o administrador percebeu uma ‘brecha de mercado’.”

Continue lendo: https://projetodraft.com/como-a-e-moving-pedalou-ate-encontrar-um-modelo-de-negocios-viavel-e-escalavel-para-as-bicicletas-eletricas/

Artigos Relacionados